quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Casamento Gay, Sim ou Sopas?



Passei pelo meu quiosque favorito, para beber um café antes de enfrentar a medonha repartição de finanças, para assuntos que aqui não são chamados, quando folheei o JN, e pumba! Casamento Gay! Outra vez!

Então o meu amigo Abílio, que eu respeito de sobremaneira, humana e intelectualmente, deu-me o melhor argumento contra a legalização do casamento gay que ouvi até agora (existem muitos, quase todos absurdos, na minha opinião). Há pouco legalizaram medidas para que pessoas casadas pudessem preencher o IRS de forma separada.

Pois se, para casais hetero, já rende mais esta medida, para quê os casais Gay casarem?

Numa sociedade puramente pragmática, este é um bom argumento.

Compete-me agora responder com o que acho ser o melhor argumento a favor da legalização do casamento gay (além de roubar o negócio a Espanha, ou acham que alguém espera pelo parlamento português?).

Podemos nós, cidadãos portugueses, usufruir de um direito básico, como é o direito ao casamento, de consciência tranquila, negado que é a outros cidadãos do nosso pais?

Existe Igualdade de Direitos, ou Não Existe Igualdade de Direitos.

No caso do Casamento, não existe igualdade de direitos.

Façam então o favor de corrigir esta situação.

Sim à Legalização do Casamento Gay.

Sem comentários:

Enviar um comentário