segunda-feira, 25 de agosto de 2014

pequena sementinha do mal

enterram a alma num buraco bem fundo, esperando que, de la nasca uma Arvore, uma forte e imensa Arvore de fruto

e, em vez desse milagre, suas almas secam, desparecem aos poucos, esquecidas que sao na eternidade que apodrece

resta apenas o po da Terra, o vento seco da planicie

                                                nao ha estrelas que salvem o teu desejo de crescer


ate um dia, pequena sementinha do mal

3 comentários: