domingo, 7 de agosto de 2011

you feed me to the lions




Agora que, sobre terras lusas, todas as pragas do Egipto e do euro caíram, que as paredes da casa não tremem apenas, mas começam visivelmente a ceder, agora eu pergunto-me…

Onde estão todas as mulheres que amei? Para onde fugiram os últimos 5 anos da minha vida?

Perdoai-me companheiros se meu peito dilacerado perturba o psicodrama da finança global… afinal é um facto televisivamente comprovado… o fim do mundo está aí… lisboa, bem como as outras capitais, será destruída por um maremoto de cartões de crédito.

Os pólos vão mudar, atlântida ressurgirá lá pelos arredores da ilha de São Miguel, e o tgV vai para os peixinhos.

milhões morrerão, milhões nascerão, e enquanto o mundo se quebra e queima, milhões de desempregados abrirão o jornal para descobrirem a nova contratação do benfica.

num mundo de reacção, onde está a revolução? Onde encontro a dignidade do escravo, a consciência do oprimido?

onde estão todos os meus crimes favoritos contra a Desumanidade?

e onde está a mulher que me dava a força para suportar todo este triste teatro?


letra

Sem comentários:

Enviar um comentário