sexta-feira, 8 de julho de 2011

Palavras de Tatanka


"Olhem, meus irmãos, a primavera chegou, a terra recebeu os beijos do sol e cedo vermos os frutos deste amor. Cada semente despertou, e da mesma forma, todos os animais estão cheios de vida.É a este poder misterioso que devemos também nós a nossa existência. É por isso que concedemos aos nossos vizinhos, mesmo aos nossos vizinhos animais, o mesmo direito de habitar esta terra que nós.No entanto, escutem-me, meus irmãos, devemos agora contar com uma outra raça, que era pequena e fraca quando os nossos pais a encontraram pela primeira vez, mas que hoje se tornou tirânica. 
Muito estranhamente, têm no seu espírito a vontade de cultivar o solo, e o amor de possuir é neles uma doença. Esse povo fez leis que os ricos podem quebrar mas os pobres não. Eles fixam taxas aos pobres e fracos para manter os ricos que governam. Eles reinvidicam-nos a nossa mãe, a terra, apenas para si e se entrincheiram-se contra os seus vizinhos. Desfiguram a terra com as suas construções e os seus entulhos.Esta nação é como a torrente de neve derretida que, quando sai do seu leito, destrói tudo à sua passagem."

Tatanka Yotanka, grande chefe Sioux 



























Sem comentários:

Enviar um comentário