domingo, 30 de outubro de 2011

PAUS


Isto dos PAUS....
 ....
Não há razões, não há conceitos, não há paciência para bios.....
Tocamos juntos porque gostamos uns dos outros e precisamos de fazer música. PAUS é o resultado de quando nos juntamos os quarto com instrumentos e uma cervejas.....
 ....
Mas pronto, só para que saiba.....
 ....
Há pouco menos que um ano atrás, tocamos pela primeira vez juntos na avenida. Queríamos que o nosso primeiro ensaio de sempre fosse assistido. Quase como um princípio testemunhado, um começo para a história partilhado com mais pessoas do que apenas nós quatro.....
 ....
A ideia na verdade começou de uma conversa que tivemos sobre a possibilidade ou interesse de tocarmos com duas baterias pegadas pelo mesmo bombo - e assim nasceu a ideia da bateria siamesa. Depois do primeiro ensaio, que tal como qualquer primeiro ensaio, não foi nada de especial mas deu para perceber que o potencial polirítmico do instrumento e a química que existia entre nós os quatro,( o hélio e o quim na bateria, o makoto no baixo e o shela nos teclados e todos a tentar cantar) era qualquer coisa de nova e desafiante. Mas a cada ensaio ou gravação percebemos que ainda há muita coisa para explorar. ....
 ....
Outra coisa que decidimos, simplesmente porque nos podíamos dar a esse luxo e porque não nos apetecia aborrecer no estúdio, foi atrevermo-nos a irmos com as músicas o mais abertas possíveis para a gravação. Objectivamente isto quer dizer que o que levamos para gravar são ritmos e fills de bateria e depois reagimos a isso. É sempre uma surpresa, há um oportunidade sempre presente de falharmos e isso é o que nas dá a tusa para fazermos as músicas assim. Acho que essa tensão se sente no resultado final. Compor enquanto se grava é uma novidade para nós e faz todo o sentido para um grupo de pessoas que se aborrece com demasiada facilidade.....
 ....
Pronto. Isto é PAUS.....
Beijinhos....



Sem comentários:

Enviar um comentário